Simplesmente o Paraíso - Quarteto Smythe- Smith





Marcus Holroyd, atualmente Lorde Chatteris, sempre teve uma infância isolada das pessoas. Porém, quando foi para escola conheceu Daniel Smythe- Smith e desde então se tornaram melhores amigos. Marcus vivia com Daniel, sempre passando as férias na casa do amigo e convivendo com sua família, principalmente com Honoria, que era considerada pelos meninos um tremendo carrapato.



O tempo foi passando e Daniel já adulto se mete em uma tremenda confusão, tendo que sair do país e acaba pedindo ao amigo cuidar da sua irmã Honoria.

Honoria Smythe- Smith, está passando uma temporada com sua tia juntamente com suas primas que algumas delas fazem parte quarteto. E em meio a um passeio ela encontra o antigo amigo do seu irmão, Marcus, que hoje em dia tem alta conta na sociedade. Logo ambos começam a se aproximar e um acidente quase fatal faz com que Honoria e Marcus fiquem mais próximos ainda. E é aí, que os dois começam a ver um ao outro com outros olhos e assim um grande amor acaba surgindo.

**

Eu ameiiii demais esse livro, não esperava que fosse tão bom quanto os outro que já li da série, mas é ótimo. A família Bridgertons aparece no decorrer da história e a época é a mesma no qual se passa o quarto livro da série Os Bridgertons, ou seja, por volta de 1824. Marcus é aquele homem todo tímido e sério, mas quando está ao lado de quem ama se revela um outro tipo homem, aquele príncipe perfeito. Honoria e toda família são muito engraçados com todo drama do Recital. Eu ri demais ao longo dos textos, os personagens de modo geral têm um ótimo humor. E a obra entrou para minha lista dos favoritos.

Uma coisa bastante interessante é que ao final do livro você encontra as informações de quem tocou e qual instrumento foi tocado pelo Quarteto no período de 1807 a 1825. Além disso, a diagramação da obra é linda, a capa então, é perfeita.

**

Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Edição: 2017
Número de páginas: 270

Nota: 
Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger