A Prisão do Rei









Por ser continuação a resenha pode conter spoleir.

Mare para proteger seus amigos vermelhos e Cal (príncipe Tiberias), acaba indo parar nas mãos de Maven, no qual a deixa presa por um longo tempo. Mare fica na prisão sempre com alguns silenciadores por perto para barrar seu poder e quando tem o mínimo de privacidade ela fica cercada por pedras silenciosas. Assim que é capturada, Maven apresenta a prisioneira a toda população de prateados e vermelhos, mostrando quem está sob o poder.

Depois de tanto tempo o rei deixar sua prisioneira trancada sem tomar nenhuma outra atitude, Evangeline, noiva de Maven, decide que algo tem que ser feito. Então ela arma uma grande armadilha para o próprio Maven que não tem como escapar. Evangeline, leva Mare a todos e pede para Maven tomar uma decisão, é ai que Mare sofre uma das suas piores dores. Samson Merandus, um murmurador e parente da ex rainha Elara, começa a cavar a mente de Mare fazendo que todas suas memórias e lembranças sejam arrancadas e outras relembradas para lhe causar dor.

Quando finalmente consegue acordar Mare se depara com a presença de Maven e com pulseiras silenciadoras em torno de si. Porém isso não é tudo, Maven decide que Mare terá que fazer um discurso, no qual ela tem contar várias mentiras para atrair os sanguenovos e enganar os vermelhos. Quando é chegado a hora Mare tenta fugir, mas acaba seu esforço sendo em vão e assim ela continua permanecendo ainda nas mãos de Maven, vendo várias alianças sendo feita por ele e tendo que se habituar com a presença das pulseiras sugandotodo seu poder e energia.

Enquanto isso, os vermelhos tentam quebrar as forças do Rei e conquistando Corvium, uma das principais cidades comandada por Maven. E Cal tenta a todo custo tirar Mare das mãos do seu irmão, já que a guarda escarlate esta medindo poucas forças para resgatar a “líder” dos sanguenovos de Norta.


**

Eu adorei o livro, e é claro que antes de ler não via a hora de tê-lo em mãos. Mais uma vez a autora se mostra magnífica nos surpreendendo de todas as formas possíveis. Esse livro tem várias revelações, porém tem uma que eu achei bombástica. Além disso, nele você conhece melhor os dois lados da história, porque a narração não é feita apenas por Mare. Em relação ao final que sempre te dá aquele sacode não foi bem assim, já era algo a se esperar o que aconteceria no decorrer de como estava sendo narrado a história, mas aquela velha esperança sempre bate na porta, kkk. Vamos ver quantas revelações e mudanças serão feitas no próximo livro, minha esperança vai ficar lá, espero muito que o pamonha do Cal faça algo de verdade. Meu coração ainda fica naquela velha divisão, apesar de ser apaixonada pelo Cal.

**

Autora: Victoria Aveyard
Editora: Seguinte
Edição: 2017
Número de páginas: 538
Nota: 

**

Veja aqui as resenhas dos outros livros da série:




Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger