O ar que ele respira

Resenha



Tristan está preste a conseguir seu maior sonho, mas em meio a uma viagem a trabalho onde tudo começaria a dar certo, ele recebe uma ligação da sua mãe relatando sobre o acidente que sua família sofreu. Após perder a esposa e o filho, Tristan acaba perdendo a vontade de viver e vai tentando somente seguir um dia após o outro. Sua vida começa a mudar quando seu caminho se cruza com Elizabeth, depois de ela atropelar seu cachorro. A inimizade entre ambos logo se torna evidente, principalmente da parte de Tristan que lhe trata cheio de grosseria.

Porém a relação deles vai mudando a partir do momento que descobrem que são vizinhos. Depois da morte de seu marido, Elizabeth acaba indo morar com a mãe, só que o convívio e a relação entre ambas acaba não dando muito certo, então chega a hora de Liz voltar para casa com sua filha.

O envolvimento entre Elizabeth e Tristan começa quando Liz decide cortar o gramado da sua casa e Tristan mal humorado como é acaba decidindo fazer esse favor para poupar seus ouvidos. Já que Liz não conseguia ligar o aparelho. A convivência entre ambos só aumenta, assim como a carência e a necessidade de ter alguém. E eles acabam tendo que driblar e entender o misto de sentimentos que estão vivendo. Será que essa relação entre dois corações partidos vai dar certo??




“Todo mundo merece ter pelo menos um amigo em que possa confiar seus medos e segredos. Suas culpas e alegrias. Todos merecem ter uma pessoa que vai olhar em seus olhos e dizer: “ Você é autossuficiente, você é perfeito, mesmo com todos os seus problemas.” (p. 134)

“ Porque, às vezes, as pessoas têm dificuldade em aceitar as diferenças.” (p.137)

“Às vezes, a vida é estranha. Você só precisa aprender a lidar com a esquisitice dela e encontrar algumas pessoas igualmente estranhas que vão te ajudar a seguir em frente.” (p. 216)

“Você precisa saber o que é se sentir fraca pra encontrar forças novamente.” (p. 225)

“A pior parte de perder uma pessoa amada é que você também se perde.” (p.55)




Eu amei o livro, e nossa como é fácil e rápido de se ler, não dá nem para perceber. Fiquei pensando o por que demorei tanto tempo para ler a obra. A histórias desses dois é totalmente dramática, envolvente, triste e engraçada ao mesmo tempo. Confesso que ri bastante. Me surpreendeu um pouco o tipo de escrita e o vocabulário, achei que fosse algo mais light, mas não e foi ótimo. Fiquei pensando também em como seria ter uma amiga que nem a Liz tem, iria rir 24 horas. Personagem incrível. Adorei o final do livro e claro que me emocionei. Quem ainda não leu está perdendo.




Autora: Brittainy C. Cherry
Editora: Galera
Edição: 2016
Número de páginas: 306
Nota: 


Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger