segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

# Resenhas # Romance

A caminho do altar - Os Bridgertons

Resenha



Gregory Bridgerton é um homem romântico e sempre acreditou no amor. Vendo o exemplo dos seus pais e dos seus irmãos, ele busca encontrar o verdadeiro amor. Em evento na casa de sua cunhada ele acredita que finalmente encontrou sua alma gêmea. Ao ver Hermione Watson ele se apaixona perdidamente. O problema é que Hermione é apaixonada por outro rapaz. Sua amiga Lucinda Abernathy lhe faz questão de contar. Afinal os homens parecem sempre estar caindo aos pés de Hermione e Lucy não precisa enganar mais um.

Hermione de tanto que está apaixonada nem se importa com o fato de Gregory está “afim” dela. Encantada pelo secretário do seu pai, ela se vê em um romance proibido. Apesar de Lucy já ter lhe alertado diversas vezes, Hermione prefere não a escutar. Mas tudo muda quando o irmão de Lucy, Richard, vem visita-la falando que seu tio queria conversar muito com ela, era chegado a hora de ela finalmente se casar.

Mas nesse tempo hospedada na casa de Kathy Bridgerton ela se vê encantada por Gregory, mas ele só tem olhos para sua amiga. No entanto, quando Hermione se vê envolvida com Richard, Gregory começa a perceber que não está tão apaixonado assim por Hermione. E com o tempo ele começa a enxergar Lucy, mas será que o tempo estará a favor dele? Afinal, Lucy está noiva e prestes a se casar.

Um romance bem fofinho para alguns e muito chato para mim. Gregory é um personagem muito tapadão em tudo e minha vontade era de esganá-lo. Apesar de ele querer encontrar o amor, ele não conseguia perceber que o amor estava justamente embaixo do seu nariz e que ele já a amava a muito tempo. Nesse livro percebemos que a beleza exterior pode muito bem cegar uma pessoa e você acreditar que possa estar apaixonado por ela.

O que salvou nesse livro foi Lucy, ela é uma personagem encantadora e que tem um ótimo humor. Fiquei imaginando ela e Hyancinth num futuro, creio que se dariam muito bem.

O livro todo é maior enrolação e uma “lenga lenga” danada, mas no final do final tem uma reviravolta e um pouco de ação que faz você se animar um pouquinho. Mas fora isso a história não tem nada de animador.

E que final foi aquele? Meu quase surtei com aquele Epílogo, o mais ridículo que vi, a autora viajou completamente nas coisas e deu uma forçada na situação. Fora isso Gregory é um personagem ok, sou mil vezes ele criança e Lucy é a que nos encanta nessa história e a faz ficar mais apreciável.


Ficha Técnica

Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Publicado: 2016
Número de páginas: 320

Nota: 

Instagram