terça-feira, 29 de março de 2016

# Drama # Resenhas

A Travessia

Resenha




A Travessia conta a história de Tony- Anthony, que é um grande empresário e um homem ambicioso. Se isolando de todos, Tony constrói para ele um pequeno refúgio aonde ninguém possa encontrá-lo, vivendo ali a maioria dos seus dias confinado. Com o passar dos dias, ele se sente cada vez mais inseguro e assim acaba redobrando seus métodos e modos de segurança; além de começar a não confiar literalmente em mais ninguém.
Perdido em seus pensamentos e se afogando na bebida, Tony se vê perdido e quando acorda já não sabe o que houve consigo, exceto estar sofrendo uma dor imensa. Então ele tenta caminhar e sair de onde está o mais rápido possível, só que não consegue e desmaia. Quando começa a recobrar a memória ele já não está aonde deveria, se encontra em lugar diferente e estranho no qual ele nunca viu. Um homem chamado Jack aparece pra ele, e a partir dali Tony, descobre que está vivendo em outro plano e seu corpo está em coma. Conforme os eventos vão se passando, ele vivência com a Santíssima Trindade e acaba indo parar no coração de Cabby, um adolescente que tem Síndrome de Down e que tem uma irmã com leucemia.
Em seu estado de coma, Tony redescobre todos os sentimentos que tinha perdido ao longo dos anos e com isso reconstrói um novo eu. É em Cabby que Tony encontra o verdadeiro amor ao próximo.

**

“Uma coisa pode ser real sem nem ao menos existir de fato, ao passo que a verdade existe independentemente do que é real ou percebido como tal.” p. 43

“o inferno é acreditar e viver na realidade quando ela não é verdade” p. 46

**

Gostei mais ou menos do livro, sendo uma história bem inferior em relação A cabana (outro livro do mesmo autor). Achei que o autor deu uma viaja um pouco em relação a algumas coisas, mas isso vai da concepção religiosa de cada pessoa. A história acaba por não ter literalmente um fim, fica um pouco vago sobre o que aconteceu depois com o personagem principal. Porém, o livro é muito bem escrito e trás passagens/citações bem reflexivas.

**

Autor: William P. Young
Editora: Arqueiro
Ano:2012
Número de páginas: 239
Nota:




Instagram