quarta-feira, 3 de agosto de 2016

# Resenhas

Enfeitiçados pelo desejo

Resenha


Victoria é uma bruxa Familiar (considerada selvagem) que tem a capacidade de se transformar em gata. Depois de perder seu amor Darius, que morreu protegendo-a, Victoria tenta de todas as formas atingir os responsáveis pela sua morte.
Tentando frear e domesticar Victoria, o Conselho envia o mais poderoso Caçador, Max. Ele terá como missão domesticá-la para que ela tenha um parceiro e deixe de ser um problema para o Conselho.

Antes mesmo de se encontrar com Max, Victoria pesquisou ao seu respeito como forma de se proteger e saber como agir para dominá-lo. Porém, ao se aproximar dele percebe que sente uma atração muito forte como já não sentia há séculos por nenhum homem. Ambos acabam entrando num jogo que não terá mais volta, no qual irá fortalece-los de uma maneira que jamais poderiam imaginar.

**

A história é dividida em três partes, para enfatizar três momentos distintos da relação dos personagens.

Particularmente me decepcionei bastante com o livro, principalmente por ser da autora. Ao ler você percebe a falta de conexão na história. Sendo bem perceptível a falta de um enredo estruturado, pois a sensação que transmite ao leitor é que se tem qualquer motivo para ocorrer o sexo. O fato de ter colocado o livro como um gênero de fantasia só piorou tudo. Fora que alguns termos e repartições citados no livro ficam à mercê da compreensão do leitor, não tendo nenhuma explicação no decorrer do texto ou algum tipo de anexo.

**
Autora: Sylvia Day
Editora: Leya
Edição: 2014
Número de páginas: 158

Nota:

Instagram